Como fazer Vermicompostagem

a a a
Cuidados essenciais
Temperatura Entre 13ºC e 25ºC é o ideal; acima de 30ºC há o risco de morte das minhocas.
Humidade A "cama” deve conter sempre alguma humidade; como uma esponja húmida é o ideal; o excesso de água poderá afogar as minhocas.
Arejamento Deve haver circulação de ar para permitir a respiração dos organismos.

Como fazer?
1. Fazer uma "cama” com tiras (aprox. 2 cm de largura) de papel de jornal amarrotadas e humedecidas, de modo a preencher totalmente o fundo do recipiente.
2. Colocar 3 ou 4 chávenas de terra (introduz diferentes microrganismos que ajudam na digestão efetuada pelas minhocas). 
3. Adicionar as minhocas ao vermicompostor.
4. Ir colocando os resíduos orgânicos da cozinha, fazendo uma pequena mistura com a terra já adicionada. É aconselhável não colocar os resíduos sempre no mesmo local. 
5. Quando o vermicomposto estiver pronto, e pretender retirá-lo, deve colocar borra de café ou resíduos orgânicos frescos num dos cantos do recipiente. As minhocas vão ser atraídas para este local permitindo a recolha do vermicomposto. 

A vermicompostagem é um método que se baseia no trabalho das minhocas, organismos especializados na decomposição de matéria orgânica. Requer pouco equipamento e pode transformar os resíduos da cozinha (restos de frutas e legumes) num excelente corretivo orgânico.

As minhocas 
As minhocas vermelhas são a melhor escolha para o vermicompostor (espécies Eisenia foetida ou Lumbricus rubellus). Estas minhocas crescem e reproduzem-se facilmente em espaços pequenos e comem mais do que o próprio peso em alimentos, diariamente.

voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros