Espaços Verdes Lipor

a a a

Desde 2002 que a Lipor implementa boas práticas de jardinagem sustentável na Horta da Formiga.

Sendo este um espaço de experimentação e de aprendizagem, desenvolvemos boas práticas de jardinagem mostrando que é possível fazer a manutenção do espaço de forma sustentável (sem recursos a químicos e a outras práticas agressivas ao ambiente) e ao mesmo tempo reduzircustos e aumentar a biodiversidade.

No sentido de alargar esta metodologia a todos os espaços verdes da Lipor, foi desenvolvido e está em curso um Projeto - Espaços Verdes 2020. A implementação deste Projeto permitirá a redução da produção de resíduos verdes e adaptação às alterações climáticas, respondendo aos desafios apresentados no PERSU 2020 (Plano Estratégico de Resíduos Sólidos Urbanos).

Objetivos do Projeto:

  • Gerir, alterar e criar espaços verdes sustentáveis dinâmicos e produtivos;
  • Pensar todos espaços verdes, não só com um carácter decorativo, mas também em função dos seus usos, transformando-os em espaçosdinâmicos e produtivos.
  • Melhorar a envolvente para colaboradores e visitantes;
  • Contribuir para a mitigação das alterações climáticas e dos seus efeitos diretos nos colaboradores e infraestruturas da Lipor;
  • Ser referência na manutenção sustentável de espaços verdes, pela aplicação de boas práticas de jardinagem, a nível nacional e internacional.

Para mitigação das alterações climáticas queremos criar jardins que preservem o calor no inverno e façam sombra no verão, protejam edifícios e pessoas do vento forte, reduzam a velocidade e mudem a direção do vento, protegendo da chuva e do granizo. Os jardins também baixam a temperatura do ar e reduzem a intensidade de calorproveniente do efeito de estufa, e ainda reduzem os níveis de dióxido de carbono servindo como depósitos de carbono. Ao reduzir a impermeabilização dos solos, reduzimos o impacto que estas alterações podem trazer ao meio ambiente natural e urbano, preparando-nos para os desafios futuros.

Principais Indicadores/Metas:

  • 11 Espaços verdes convertidos em jardins sustentáveis;
  • Redução efetiva nos custos da operação dos espaços verdes (água, energia, manutenção)

2015

  • Espaço da ferramentaria convertido num jardim sustentável com a técnica de Hugulktur (410 m2);
  • Criação de um Viveiro para uso interno com reaproveitamento de um contentor marítimo (320 m2);
  • Recuperação de um jardim sustentável no parque estacionamento dos visitantes (3000 m2);
  • Criação de um espaço de apoio a um Viveiro Florestal para o Futuro 100.000 árvores (220 m2);
  • Introdução de um rebanho de ovelhas e cabras para manutenção de alguns espaços verdes, nomeadamente no corte de vegetação.

2016

  • Construção de um abrigo sustentável (super-adobe) para os animais (80 m2);
  • Reflexão para a conversão do jardim do Edifício Administrativo (3000 m2);
  • Conversão de um talude do parque de merendas do Parque Aventura;
  • Conversão de um espaço ajardinado da CVO em Pomar (4000 m2).

2017

  • Conversão do jardim do Centro de Triagem num "jardim comestível”;
  • Conversão do espaço junto ao outdoor (A4);
  • Conversão do jardim frontal da CVO.

2018

  • Intervenção no Parque Aventura;
  • Intervenção no aterro sanitário da Maia.

2019 /2020

  • Reconversão da Horta da Formiga.
voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros