Notícias

a a a
17 de Maio de 2017

À DESCOBERTA DA BIODIVERSIDADE EM SERRALVES

ENTRADA GRATUITA

20 e 21 MAI, 10h – 20h, aberto a TODOS OS PÚBLICOS

15 a 19 MAI, exclusivo para ESCOLAS

Mecenas Exclusivo: LIPOR

Em parceria com: CIBIO-InBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado)

Mais uma vez a Fundação de Serralves organiza, de 15 a 21 de maio, a 4ª edição do Bioblitz, uma inventariação relâmpago de espécies de animais e plantas do Parque, de entrada totalmente gratuita e aberta a famílias, professores, alunos e a todos os que queiram descobrir os segredos da biodiversidade do Parque de Serralves.

Este ano o Bioblitz apresenta uma novidade uma vez que, no fim de semana de 20 e 21 de Maio, o Parque abre as portas gratuitamente a todos os visitantes que se queiram associar a esta iniciativa de descoberta da fauna e flora do local.

Ao contrário de uma inventariação científica, que é limitada a biólogos e cientistas, o Bioblitz é aberto a todos. É uma oportunidade única de contribuir para aumentar a lista de espécies identificadas, trabalhar lado a lado com investigadores e conhecer melhor a fauna e flora de Serralves.

O Bioblitz é um momento marcante na programação anual de Serralves, uma iniciativa ímpar em Portugal, que atrai milhares de visitantes e que tem um papel fundamental na educação e sensibilização dos públicos para o ambiente e a biodiversidade.

Em 2017 o Bioblitz continua a crescer. Nesta quarta edição são dois os dias abertos a todos os públicos, 20 e 21 de maio, sábado e domingo. Nestes dias as atividades do Bioblitz, todas gratuitas, são abertas a todas as famílias, que podem viver uma aventura à descoberta da biodiversidade do Parque de Serralves. À semelhança do que aconteceu em 2016, também este ano o Bioblitz tem uma semana inteira dedicada às escolas, de 15 a 19 de maio, em que alunos e professores podem participar, de forma gratuita, nas atividades propostas.

O programa completo do Bioblitz 2017 (que segue abaixo), inclui as atividades que decorrem em cada uma das seis Estações de Inventariação distribuídas pelo Parque, correspondentes a outros tantos grupos biológicos: Aves, Anfíbios e Répteis, Micromamíferos e Morcegos, Insetos, Plantas (árvores e arbustos e briófitas) e ainda Cogumelos.

O programa inclui saídas de campo conduzidas por investigadores especializados do CIBIO-InBIO, que permitem aos públicos ficar a conhecer o trabalho realizado por cientistas na área da inventariação da biodiversidade. Os públicos serão também desafiados a realizar atividades em autonomia, com recurso a kits de monitorização de espécies. Será possível identificar animais e plantas, inventariá-las e registar os dados na plataforma online de Serralves "Biodiversidade e Ambiente”.

O Bioblitz oferece também aos seus visitantes um programa de oficinas educativas (que enquadram os temas da Biodiversidade de forma lúdica e divertida) e o BioQuiz, um jogo desafiante de perguntas sobre biodiversidade.

Na edição de 2017 associa-se mais uma vez ao Bioblitz, como mecenas exclusivo, a LIPOR, a entidade responsável pela gestão, valorização e tratamento dos resíduos sólidos urbanos produzidos pelos oito municípios que a integram: Espinho, Gondomar, Maia, Matosinhos, Porto, Póvoa de Varzim, Valongo e Vila do Conde.

A LIPOR é uma organização de referência na área do ambiente e do desenvolvimento sustentável e apoia o Bioblitz pelo seu papel relevante ao permitir o acesso de um maior número de pessoas à informação e às problemáticas do ambiente e da sustentabilidade. Este ano, a LIPOR participa no evento com a organização de Ateliers Pedagógicos que abordam de forma dinâmica e divertida as temáticas do Ambiente e da Sustentabilidade.

O CIBIO-InBIO (Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos, Laboratório Associado) continua a ser parceiro científico de Serralves na organização do Bioblitz, sublinhando o papel deste evento na inventariação biológica e divulgação científica, através da presença de dezenas de investigadores associados que durante uma semana se juntam aos públicos para uma grande aventura de descoberta da fauna e flora do Parque de Serralves.

A edição deste ano do Bioblitz contará com o apoio e a participação com atividades educativas, dos municípios de Santa Maria da Feira, Vila Real e Ovar.

PROGRAMA

ORDENADO POR ESTAÇÕES DE INVENTARIAÇÃO

ESTAÇÃO DAS AVES

Atualmente conhecem-se mais de 10 000 espécies de aves com presença em todos os habitats do planeta, incluindo o marinho, e incluem animais tão diferentes como beija-flores, avestruzes e pinguins. Também no Parque de Serralves, este é dos grupos animais que conta com mais representantes, tendo-se registado já perto de 90 espécies.

Saídas de Campo Aves

SÁB: 17h30, 18h30, 21h00

Ponto de partida: Clareira das Azinheiras (saídas diurnas) e Receção do Museu (saída noturna)

Anilhagem de Aves

DOM: 8h00, 9h00, 10h00

Ponto de partida: Clareira das Azinheiras

Oficina Educativa sobre Vertebrados

SÁB E DOM: das 10h00-20h00, funcionamento contínuo

Local: Clareira das Azinheiras

ESTAÇÃO DOS ANFÍBIOS E RÉPTEIS

O ciclo de vida dos anfíbios decorre em dois meios: o aquático durante a reprodução e primeiras fases da vida (ovos e girinos) e o terrestre, da metamorfose em diante. O Parque de Serralves, pela diversidade e qualidade de habitats aquáticos e terrestres, revela-se um porto de abrigo onde podemos encontrar quatro espécies diferentes de anfíbios: rã-verde; tritão-de-ventre-laranja; sapo-parteiro-comum e salamandra-de-pintas-amarelas.

Saídas de Campo Anfíbios

SÁB: 15h00, 16h00, 17h00, 18h00, 21h00, 22h00, 23h00

DOM: 10h00, 11h00, 12h00

Ponto de partida: Clareira dos Teixos (saídas diurnas) e Receção do Museu (saídas noturnas)

Saídas de Campo Répteis

SÁB: 15h00, 16h00

DOM: 10h30, 11h30

Ponto de partida: Clareira dos Teixos

ESTAÇÃO DOS MICROMAMÍFEROS E MORCEGOS

Tal como o nome indica, micromamíferos são mamíferos de pequenas dimensões, como os ratinhos, musaranhos, toupeiras, ouriços-cacheiros, entre outros. Fundamentais nos ecossistemas, representam a base da dieta de múltiplas espécies, dispersam sementes e predam uma enorme quantidade e diversidade de invertebrados, incluindo pragas agrícolas, como insetos, lesmas e caracóis.

Em Serralves encontram-se três espécies: o rato-das-hortas, o rato-caseiro e o musaranho-de-dentes-brancos.

Misteriosos para muitos, os morcegos surpreendem pela sua capacidade de se movimentarem no escuro utilizando um sistema de ecos de ultrassons. As espécies portuguesas alimentam-se quase exclusivamente de insetos, sendo muito importantes no controlo das suas populações. O Parque de Serralves oferece abrigo e/ou alimento a pelo menos quatro espécies de morcegos: o morcego-anão, o morcego-pigmeu, o morcego-hortelão e o morcego-arborícola-pequeno.

Saídas de Campo Morcegos

SÁB: 21h00, 22h00, 23h00

Ponto de partida: Receção do Museu

Saídas de Campo Micromamíferos

SÁB: 17h00, 18h00

DOM: 9h00, 10h00

Ponto de partida: Clareira dos Teixos (SÁB) e Receção do Museu (DOM)

ESTAÇÃO DOS INSETOS

Os insetos, com mais de um milhão de espécies descritas, representam o grupo de animais mais diverso do planeta, incluindo herbívoros, predadores, polinizadores e decompositores. Sendo também a principal fonte de alimentos para muitos outros grupos animais como anfíbios, répteis, aves e mamíferos, são basilares em ecossistemas saudáveis. Em Serralves é possível encontrar diversas espécies de borboletas, libelinhas, escaravelhos, abelhas, vespas, entre muitos outros.

Saídas de Campo Insetos

SÁB: 15h00, 16h00, 17h00, 21h00

Ponto de partida: Clareira dos Teixos (saídas diurnas) e Receção do Museu (saída noturna)

Oficina Educativa sobre Insetos e Aranhas

SÁB E DOM: das 10h00-20h00, funcionamento contínuo

Local: Arboreto

ESTAÇÃO DAS PLANTAS: ÁRVORES, ARBUSTOS E BRIÓFITAS (MUSGOS)

No Parque de Serralves, ao longo dos seus diversos habitats, existem mais de 8 000 árvores e arbustos, pertencentes a cerca de 230 espécies e variedades. Entre as espécies nativas destacam-se os carvalhos-alvarinho, azevinhos, aveleiras, folhados e sobreiros, e, entre as exóticas, os tulipeiros-da-Virgínia, cedros-do-Atlas e liquidâmbares. Todas elas contribuem para abrigo e fonte de alimento de diversas espécies e para a melhoria da qualidade ambiental.

Briófitas é o nome dado ao grupo de plantas essencialmente terrestres, de pequenas dimensões, vulgarmente chamadas de musgos. Podem apresentar diversas formas, texturas e cores e desempenham importantes papéis nos ecossistemas, como agentes de retenção de água, contribuem para a formação de solos enquanto pioneiras na colonização de habitats, reciclam nutrientes, produzem biomassa e auxiliam na fixação de carbono.

Saídas de Campo Árvores e Arbustos

SÁB: 15h00, 16h00, 17h00

DOM: 10h00, 11h00, 12h00

Ponto de partida: Clareira dos Teixos

Saídas de Campo Briófitas

SÁB: 15H30, 16H30

DOM: 11h00, 12h00

Ponto de partida: Clareira dos Teixos

Oficina Educativa sobre Árvores, Arbustos e Briófitas

SÁB E DOM: das 10h00-20h00, funcionamento contínuo

Local: Bosque das Faias

ESTAÇÃO DOS COGUMELOS

O reino dos fungos, do qual fazem parte os cogumelos, é ainda pouco conhecido, apesar de ser um dos maiores e mais diversos. Os fungos são peças fundamentais no equilíbrio de todos os ecossistemas, podendo ser encontrados desde as regiões polares até aos trópicos, desempenhando importantes funções como a reciclagem de nutrientes ou a associação com outros seres vivos (plantas ou animais).

Saídas de Campo Cogumelos

DOM: 11h00, 12h00

Ponto de partida: Clareira dos Teixos

Oficina Educativa sobre Líquenes e Cogumelos

SÁB E DOM: das 10h00-20h00, funcionamento contínuo

Local: Clareira da Presa

BIOQUIZ CIBIO-InBIO

Um jogo animado de perguntas sobre Biodiversidade para testar conhecimentos!

SÁB: 15h30 às 18h30

DOM: 10h30 às 13h00

Local: Ténis

ATELIERS PEDAGÓGICOS LIPOR

Cada atelier promove a dinamização de 3 jogos orientados por monitores especializados, ajustados às diferentes faixas etárias, os quais procuram enquadrar o conhecimento técnico com uma metodologia de ação, que exige a participação direta das crianças através da exploração do sentido crítico, motivação e bem estar na aprendizagem.

Jogos:

Certo ou errado

(jogo de tabuleiro; temas de ambiente como resíduos, mobilidade, compostagem, floresta, consumo, água, entre outros);

Biodiversidade: quem é quem?

(jogo de tabuleiro; identificar e reconhecer algumas das espécies de fauna e flora da biodiversidade portuguesa, através da associação de ilustrações de espécies com as suas características específicas);

Resíduos no sítio certo

(jogo de chão; valorizar e reconhecer a importância da correta colocação dos resíduos recicláveis no ecoponto correto, percecionando o seu ciclo de vida).

SÁB E DOM: das 10h00-20h00, funcionamento contínuo

Local: Clareira das Bétulas

Orientação: Educadores da Lipor



Download (594KB)
      Comunicado de Imprensa
voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros