Perguntas Frequentes - Encaminhamento Materiais

a a a

Qual o encaminhamento dado aos materiais que separo e coloco no Ecoponto? É verdade que, após a colocação no ecoponto são todos misturados na viatura de recolha? 

Uma dúvida muito comum colocada pelos munícipes é a questão da mistura dos materiais. Muitas vezes, há a ideia errada que o papel/cartão e as embalagens são todos misturados na viatura que as recolhe. Há também a ideia de que muitas vezes, os materiais recicláveis são misturados com os resíduos indiferenciados, vulgo "lixo”, o que também é uma ideia totalmente errada. Tentamos por isso desmistificar esta ideia, conforme a explicação que se segue:
 
A recolha dos materiais recicláveis colocados nos ecopontos existentes na via pública é feita com viaturas apropriadas (de grua, normalmente) e que não estão, de todo, adaptadas à recolha de contentores para resíduos indiferenciados (os comuns contentores verdes de 4 rodas existentes nas nossas ruas para a deposição do "lixo” indiferenciado; neste caso, a recolha é feita com o recurso a viaturas de basculamento e compactação traseira).
 
Caso os ecopontos sejam do tipo enterrado (vulgares "molocks”), a recolha dos materiais é feita com viaturas também de grua; efetivamente, neste caso a recolha tem semelhanças com os molocks para os "lixos” indiferenciados, mas somente no tipo de viatura.
 
Todos os materiais recicláveis recolhidos quer através dos ecopontos de via pública, quer através dos molocks-ecopontos são encaminhados para o Centro de Triagem da Lipor, em viaturas e circuitos específicos, não havendo qualquer mistura de materiais (exceto aquela que, indevidamente por falta de conhecimento ou desleixo, é feita pelos munícipes);
 
Todas as cargas provenientes dos ecopontos são inspecionadas, uma vez que o Centro de Triagem da Lipor se encontra certificado, quer pelas normas de Qualidade, Ambiente e Segurança.
 
No caso dos "lixos” indiferenciados que são encaminhados para a Lipor II (Central Valorização Energética), a situação é em tudo semelhante ao descrito para o Centro de Triagem, uma vez que a unidade está também certificada pelas normas de Qualidade, Ambiente e Segurança.
 
Assim, assegurarmos que os materiais recicláveis que são depositados nos ecopontos seguem o destino adequado (Centro de Triagem da Lipor), não sendo misturados, numa mesma viatura, com os resíduos indiferenciados; eventualmente, e por uma questão de otimização, existem viaturas que recolhem 2 fluxos de recicláveis (ex: papel e embalagens), mas mesmo nesta situação, os materiais seguem em compartimentos distintos, uma vez que a descarga no Centro de Triagem é feita em locais separados.
Por último, a deposição dos resíduos recicláveis deve ser feita sempre nos ecopontos (ou utilizando circuitos específicos, tipo porta-a-porta), pois caso os resíduos, ainda que devidamente separados, sejam colocados junto dos contentores (muitas vezes ao lado dos contentores para "lixos” indiferenciados), efetivamente poderão ser recolhidos como "lixo” comum, pois, conforme referido anteriormente, o tipo de viatura utilizada (grua) não permite recolher os resíduos que se encontrem fora dos ecopontos.

É possível colocar frascos de vidro de perfume no ecoponto verde (vidro)? 

Agora já é possível colocar frascos de vidro de perfume no ecoponto verde (vidro)!
Os frascos de perfume não necessitam de ser lavados, devem ser colocadas no Ecoponto de preferência sem conteúdo, ou seja, restos de perfume. No entanto, se tiver "aquele restinho” que não se consegue tiram não há problema.
 

E os boiões de creme e outros produtos de maquilhagem? 

Boiões de creme e outros produtos de maquilhagem desde que sejam de vidro devem ser colocados no vidrão. Se forem de porcelana ou cerâmica não devem ser colocadas no vidrão mas nos resíduos indiferenciados.

Onde poderei colocar os sacos de cimentos? 

A presença de SACOS DE CIMENTO na reciclagem de papel/cartão, pode provocar danos no equipamento da reciclagem, interrupções no processo de reciclagem e perda de valor do produto final.
 
A presença de um único saco de cimento num lote de papel/cartão leva à rejeição de uma carga no processo de reciclagem. Por este motivo, os resíduos de sacos de cimento são resíduos não aceites nos Ecopontos e nos Ecocentros.
 
O Centro de Triagem LIPOR, realiza uma separação complementar dos resíduos depositados seletivamente pela Comunidade, acondicionando-os e encaminhando-os para a indústria recicladora. Estando equipado com duas linhas de triagem, o Centro de Triagem LIPOR, procede à triagem de papel e cartão e de embalagens plásticas e metálicas.
 
Sacos de Cimento é no lixo Indiferenciado!

Por que razão não é possível depositar nos ecopontos e ecocentros outros tipos de vidro, para além de vidros de garrafa, garrafões e boiões de vidro e frascos de perfume?

O vidro embalagem, que pode ser colocado nos ecocentros e ecopontos, tem uma composição específica. Sendo que a sua recolha pressupõe que o mesmo venha a servir, como casco, para produzir novamente vidro de embalagem, no seu processo de reciclagem, é necessário garantir que não há a adição de nenhum outro tipo de material que possa contaminar esse casco.
 
Loiças em vidro, cristais, boiões de cosmética em cerâmica (nota: boiões de cosmética em vidro, podem ser depositados no vidrão ou ecoponto verde!), copos , entre outros materiais de vidro com os quais lidamos diariamente, tem composições químicas diferentes do vidro das garrafas , daí não poderem ser colocados nas estruturas de deposição de recolha seletiva - nem nos Ecopontos, nem nos Ecocentros.

Que destino poderei dar aos óleos alimentares usados?  

Os óleos alimentares usados - OAU (óleo de girassol, de soja, azeite), infelizmente, na maioria das vezes, são despejados pelo esgoto da banca.
 
Este é um erro ambiental que podemos involuntária ou voluntariamente cometer!
 
As vantagens da separação dos óleos alimentares usados são inúmeras, pois além de se dar um destino final adequado a este tipo de resíduos, os benefícios ambientais, sociais e económicos são de grande relevância. Destacam-se a não contaminação dos cursos de água (um litro de óleo alimentar contamina cerca de 1 milhão de litros de água! O equivalente ao consumo de uma pessoa no período de 14 anos!), a conservação das tubagens de canalização, o bom funcionamento das ETAR’s (Estações de Tratamento de Águas Residuais) e a atitude exemplar de bom cidadão, consciente dos problemas atuais que muito interferem no futuro do planeta e das gerações.
 
Os OAU separados são depositados em contentores específicos (oleões) e posteriormente, recolhidos e encaminhados para reciclagem, nomeadamente para fabrico de sabão natural ou biodiesel (biocombustível).
 
Atualmente, na área de intervenção da LIPOR existem oleões para deposição dos óleos alimentares usados em todos os seus municípios associados. Saiba o local mais perto de sua casa onde pode depositar o seu OAU
 
Na impossibilidade de recorrer a um destes pontos de recolha, o melhor é armazenar os óleos alimentares usados em garrafas de plástico ou, com os guardanapos de papel usados, absorver o óleo, para posterior deposição no contentor de resíduos indiferenciados. Assim, não prejudicamos e não contaminamos os cursos de água!
 

Quero comprar um frigorífico novo. O que faço ao velho? 

Quando decide desfazer-se de um aparelho, pode dar-lhe um de três destinos: fazer retoma, entregá-lo para recolha seletiva ou doá-lo. Se o aparelho ainda funcionar, há muitas que agradecem este tipo de donativo.
 
Quando compra um aparelho elétrico novo (torradeira, microondas, TV, máquina de lavar, etc.) pode entregar, gratuitamente, o antigo na loja, desde que seja equivalente e tenha a mesma função do comprado. Isto é ainda válido para os equipamentos entregues ao domicílio.
 
Também é possível contactar a sua Câmara Municipal e pedir a recolha dos chamados "monstros” domésticos, ou depositar o aparelho diretamente no ecocentro do seu município ou em qualquer centro de receção autorizado.
 
Os aparelhos recolhidos nestes locais devem ser depois encaminhados para reutilização (total ou parcial) ou desmantelamento e reciclagem.

Que destino dar às lâmpadas fluorescentes? 

Evite deitar estas lâmpadas no lixo e, muito menos, no vidrão. As lâmpadas fluorescentes ou de descarga não podem ser depositadas no contentor do lixo indiferenciado, pois contêm substâncias perigosas que devem ser recolhidas separadamente.
 
Quando uma lâmpada deste tipo se funde, pode entregá-la, sem qualquer custo, no estabelecimento onde vai comprar a nova. Também pode depositá-la nos centros de recolha de resíduos de equipamentos elétricos e eletrónicos, ou nos ecocentros que as aceitam.
 
As lâmpadas economizadoras podem ser colocadas junto com as lâmpadas fluorescentes. 

Qual o destino a dar às lâmpadas de filamento (normais)?

As lâmpadas "normais" ou de filamento podem ser colocadas no contentor dos resíduos indiferenciados. As lâmpadas de baixo rendimento devem ser colocadas em locais específicos tais como o ecocentro ou locais específicos para receber REEE's (Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos).


Qual o destino que deverá ser dado aos CD’s e DVD’s que já não têm utilidade?

Neste momento não é possível encaminhar este material para reciclagem. Os CD’s e DVD’s devem ser colocados nos resíduos indiferenciados (lixo comum).
No entanto, poderá sempre dar largas à sua criatividade e criar peças decorativas reutilizando este material!

Não encontra resposta às suas questões? Contacte-nos!

voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros