Descrição do Processo

a a a

Centro de Triagem
Como funciona


ALIMENTAÇÃO E PRÉ-TRIAGEM

Os materiais, provenientes do contentor amarelo do ecoponto, das recolhas de embalagens no porta-a-porta, do Ecofone e de outros circuitos especiais, são descarregados na zona de receção do Centro de Triagem. Estas descargas são sujeitas a uma inspeção, para registar a sua qualidade.

Um Colaborador, através de uma Pá Carregadora, alimenta um transportador, encaixado num fosso que, de forma doseada, alimenta o transportador obliquo.

Os materiais são descarregados na cabine de pré-triagem, onde é feita, na mesa de triagem, uma separação de 3 fluxos – Filme de grande dimensão – Rejeitados de grande dimensão – Outros materiais de grande dimensão.

Depois de passarem na cabine de pré-triagem os materiais são encaminhados a um Abre-Sacos, onde os sacos fechados são rasgados, para homogeneizar o material.

PRENSAGEM MATERIAIS

Todos os materiais separados nas cabines de triagem são descarregados no piso Ø, divididos por paredes de madeira (boxes).
São posteriormente empurrados, com o auxílio de uma pá-carregadora ou um empilhador, para um transportador, situado entre as duas linhas (Planos – Rolantes). 
Cada material é encaminhado para o transportador que os descarrega na tremonha de alimentação à prensa. 
Os materiais são prensados, sendo produzidos fardos com cerca de 1 m3
Após os fardos produzidos, são encaminhados para um armazenamento temporário, onde aguardam os camiões que os transportam para as indústrias recicladoras.

ROLANTES

Os materiais, que no balístico seguiram o caminho dos rolantes, através do transportador dos rolantes, são encaminhados, depois de passarem por um segundo transportador dos rolantes, para a respetiva tremonha.

Antes de chegarem à tremonha dos rolantes os materiais passam por dois sistemas de triagem automática:

  • Um sistema de aspiração automática que aspira todos os materiais leves e flexíveis;

Um Eletroíman, que separa todos os metais ferrosos e os encaminha, através de uma tremonha, para uma prensa de metais, situada no piso Ø, onde são prensados e enviados para indústrias recicladoras.

TRIAGEM AUTOMÁTICA

Os materiais, após a passagem pelo Abre-Sacos, para que os sacos sejam abertos e o material homogeneizado, são encaminhados pelo transportador de alimentação do balístico, até ao separador Balístico.

O separador Balístico é um equipamento que permite a separação do material em 3 frações - Finos – Rolantes – Planos.

O separador Balístico é montado com uma inclinação pré-definida, é constituído por um conjunto de barras perfuradas, que num movimento contínuo, separam os materiais da seguinte forma:

  • Os finos passam pelas perfurações das barras, sendo encaminhados, por gravidade, para uma caixa situada no piso Ø;
  • Os Rolantes que, pelo seu volume, rolam no sentido mais baixo do balístico, através da diminuição do atrito resultante das suas características, são encaminhados para uma tremonha, através do transportador dos rolantes;
  • Os Planos que, por serem mais leves e flexíveis, são empurrados no sentido ascendente do balístico, através do atrito provocado pelo contato com as barras em movimento, são encaminhados para a linha dos planos, através do transportador dos planos.

TRIAGEM DOS ROLANTES

Os rolantes encaminhados para a respetiva tremonha, são transportados até à cabine de triagem dos rolantes.

A cabine de triagem é composta por duas linhas de triagem paralelas, onde se procede à triagem sequencial de 4 materiais, com um máximo de 6 Colaboradores por linha.

  • Frontal – PET – PEAD
  • Lateral – PLÁSTICOS MISTOS - ECAL

Após a triagem dos 4 materiais na sua zona de trabalho, cada Colaborador dá indicação do término da operação, acionando um botão. Quando o último dos Colaboradores da linha der a indicação de término, a mesa de triagem volta a avançar, enchendo a zona de trabalho.

Após a separação dos 4 materiais nas duas linhas de triagem, permanecem nas mesmas mais 2 tipos de materiais, que são separados automaticamente à frente. (ALUMÍNIO – REJEITADOS)

Os materiais seguem para as Correntes de Foucault, onde o alumínio é separado por um processo de fluxo magnético que permite a triagem automática do material. O material restante é considerado rejeitado do processo.

TRIAGEM DOS PLANOS

Os materiais saídos do balístico pela fração dos planos são encaminhados para uma linha de triagem.

O transportador dos planos encaminha os materiais a um outro transportador, e interligação entre ambos existe um sistema de aspiração automática que aspira os materiais mais leves e flexíveis.

Os materiais não aspirados são encaminhados para a linha de triagem contínua através de um transportador doseador.

A linha de triagem é ocupada por 1 ou 2 Colaboradores, que retiram embalagens e filme, sendo o restante considerado rejeitado, e seguindo em negativo. De referir que esta fração é relativamente pequena.

TRIAGEM DOS ASPIRADOS

Os materiais que, após a saída do balístico, quer pela fração dos rolantes, quer pela fração dos planos, são sujeitos a um sistema de aspiração automática que capta os materiais mais leves e flexíveis, encaminhando-os, através de um sistema de tubagens com ar induzido e que os encaminham até um separador de ar rotativo.

A linha de triagem dos aspirados poderá ser ocupada por um número flexível de Colaboradores, dependendo dos níveis de produção e das necessidades da operação. Em situação normal ocupará 12 Colaboradores.

Os materiais separados na linha são:

  • FILME
  • EMBALAGENS
  • PAPEL
  • REJEITADOS

Em negativo saem os plásticos mistos.

voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros