Compensação de Emissões

a a a
A frota LIPOR é e)mission neutral certified



As 177 tCO2e emitidas pela frota LIPOR, durante o ano de 2015, foram compensadas com a empresa e)mission, através de um projeto gerador de créditos de carbono no Chile numa pequena central hidroelétrica no Chile

Esta medida enquadra-se na estratégia 3M da LIPOR que para além de reduzir as emissões de carbono e compensar as emissões inevitáveis, pretende conhecer o perfil de emissões de carbono da LIPOR e mobilizar os municípios, fornecedores, clientes e comunidade para a redução de resíduos e emissões de carbono.

Descrição do Projeto 

O projeto consiste numa pequena central hidroelétrica (PCH) de fio de água com uma potência instalada de 19 MW, construída para aproveitar as águas de um canal de irrigação e produzir eletricidade, na região de Maule, Chile. 

O objetivo é aproveitar um recurso natural e as infraestruturas de irrigação já existentes para produzir eletricidade de forma limpa que é injetada na rede para ser distribuída pelos utilizadores industriais e residenciais na região. 

Esta central de fio de água tem um impacte ambiental mínimo e a eletricidade que gera substitui a necessidade da operação de centrais térmicas a combustíveis fósseis que têm maiores custos e emitem gases de efeito de estufa. 

Por estas razões, a mini hidroelétrica Lircay que foi construída em 2008 está registada como um projeto CDM – Clean Development Mechanism, do Protocolo de Quioto (registo n.º 2417), desde 2009. Ao produzir cerca de 130 GWh por ano, a mini hidroelétrica evita assim a emissão de 53 mil toneladas de CO2 equivalente anualmente.

Estima-se que este projeto reduza as emissões de GEE em 371 mil toneladas de CO2 equivalente em 7 anos

Porque escolhemos este projeto 

Este é um projeto de produção de energia de forma sustentável com uma vertente de desenvolvimento das comunidades locais. 

Impactes Ambientais 

  • O projeto contribui com a produção de energia limpa, sem emissões de CO2; 
  • O projeto inclui a execução de um plano de limpeza de vegetação e reflorestação na envolvente da mini hidroelétrica. No total foram reflorestados 11,5 hectares em 3 áreas distintas; 
  • No âmbito do projeto foi também realizado um estudo da vida selvagem na envolvente do canal de irrigação para verificação das medidas de mitigação implementadas (entre elas, foram construídas passagens horizontais para permitir a travessia do canal). 

Impactos Sociais 

  • Criação de 150 postos de trabalho na região durante a construção da mini hidroelétrica, com uma média de 60 postos de trabalho por mês durante a construção e mais 10 postos de trabalho definitivos na fase de operação; 
  • Para os postos de trabalho são recrutadas pessoas das comunidades locais que são rurais e pobres, com elevada taxa de desemprego. 

Impactos Económicos 

  • Aumento da atividade económica durante a construção e operação do projeto; 
  • Pagamento de prestações anuais à Associação dos Utilizadores do Canal de Irrigação pelos direitos do uso de água e assim beneficiar 2200 agricultores; 
  • Transferência de tecnologias limpas para uma região em desenvolvimento. 

Informação Técnica 

Para este projeto foi aplicada a metodologia AM0026 (versão 3) – produção de eletricidade com zero emissões e com ligação à rede, a partir de fontes renováveis no Chile, de acordo com o CDM (MDL – Mecanismo de Desenvolvimento Limpo) aprovado pela UNFCCC (Convenção Quadro das Nações Unidas sobre Alterações Climáticas). 

Foi validado e verificado para efeitos de emissão de créditos de carbono de acordo com a VCS – Voluntary Carbon Standard pela AENOR – Asociación Española de Normalización y Certificación, uma DOE (Entidade Operacional Designada) acreditada pela UNFCCC, em conformidade com os requisitos do CDM



 Compensação de Emissões 
 


voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros