Estratégia de ADAPTAÇÃO

a a a

O IPCC (Painel Intergovernamental para as Alterações Climáticas) define ADAPTAÇÃO como um ajustamento nos sistemas naturais ou humanos como resposta a estímulos climáticos verificados ou esperados, que moderam danos ou exploram oportunidades benéficas.

O setor dos resíduos, no que toca à Adaptação, é marcado por dois tipos de vulnerabilidades:

  • Vulnerabilidades intrínsecas, associadas aos efeitos que as mudanças do clima podem ter nas unidades operativas de gestão de resíduos e nas unidades, pontos e redes de serviço;
  • Vulnerabilidades extrínsecas, porventura maiores, associadas aos efeitos que as mudanças do clima podem ter, nomeadamente sobre os padrões de consumo e produção de resíduos no cidadão (e sobre as disponibilidades financeiras dos municípios, que podem vir a comprometer a sustentabilidade financeira da atividade de gestão de resíduos).

No curto-médio prazo, a operacionalização da Adaptação na estratégia 3M assumirá duas principais vertentes:

A. Uma mais concreta e operativa, centrada nos aspetos de funcionamento, abarcando as atividades, unidades operativas e fluxos/ redes de abastecimento e serviço;

B. Outra mais programática/ estratégica, centrada em aspetos "macro” e de contexto, que passam pela para a disseminação de boas práticas e conhecimento e para a contribuição da LIPOR para o desenho de estratégias ao nível setorial.





 

voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros