Central Fotovoltaica

a a a

Desde a sua entrada em funcionamento, início de junho de 2013, a central produziu, em três anos de operacionalidade, mais de 1milhão de kWh de eletricidade, correspondendo a cerca de 470 ton CO2 de emissões evitadas.

 
No âmbito da comemoração dos 30 anos de existência, a Lipor desenvolveu um conjunto significativo de obras e investimentos com um forte impacto no bem-estar da comunidade que nos envolve. Temos uma política de Sustentabilidade que se suporta num processo de melhoria continua e inovação, preservando os recursos naturais e das gerações futuras.

Neste âmbito, cedo a Lipor percebeu que após a recuperação do antigo Aterro de Ermesinde e reconversão do mesmo num espaço para a utilização lúdica pela comunidade, poderia, também, potenciar este espaço, perspetivando a maximização do seu aproveitamento de energias renováveis. Temos, efetivamente, um espaço privilegiado para potenciar estas tecnologias.

Desde há 5 anos que aproveitamos o Biogás gerado no Aterro, para o converter em energia elétrica que exportamos para a rede elétrica nacional. Em 2012 iniciámos um novo projeto em energias renováveis nas instalações de Ermesinde.

Este projeto compreende uma central de minigeração baseada na tecnologia fotovoltaica, que maximiza o aproveitamento da energia solar para a produção descentralizada de energia elétrica.
A minigeração fotovoltaica, através da produção de eletricidade, garante a sustentabilidade financeira do sistema e a contribuição para os objetivos fixados na ENE (Estratégia Nacional para a Energia) 2020. A estimativa efetuada, aponta para um valor de emissões evitadas de CO2 na ordem das 96 toneladas de CO2 equivalente por ano (admitindo o valor que a EDP referência no seu relatório de sustentabilidade do 1º semestre de 2010, que é de 0,258kg CO2/kWh – objetivo 2010) sendo, também, este um referencial de sustentabilidade importante salientar.

Trata-se de um projeto em que a Lipor pretende ser um referencial de boas e melhores práticas na região e no país. Julgamos que esta poderá ser uma iniciativa que mobilizará outras empresas e sectores a pensarem e agirem da mesma forma, melhorando a sua Eficiência Energética e tornando-se mais competitivas nesta área. Em paralelo estamos a delinear uma estratégia que informe e sensibilize a comunidade envolvente, através de ações de comunicação e educação ambiental a serem desenvolvidas nas nossas instalações.

Numa primeira análise, efetuada através de software apropriado, e tendo como base pressupostos de condições ditas "ideais”, a produção anual estimada foi de cerca de 372 MWh. Esta energia anual produzida equivale ao consumo elétrico total de cerca de 100 habitações. É uma central composta por 1200 painéis fotovoltaicos com uma potência unitária de 230 Wp. A potência de ligação à Rede Elétrica de Serviço Público (RESP) é de 250 kW e a potência total instalada é de 265 kW.

A área total de ocupação é de cerca de 4800 m2. Pelo que temos conhecimento somos a primeira empresa no sector dos resíduos em Portugal com uma capacidade instalada desta dimensão. Temos conhecimento de outros projetos Fotovoltaicos mas com uma escala mais reduzida.

A implantação das infraestruturas iniciou em meados de novembro de 2012 e finalizou em maio de 2013. O Investimento total projetado foi de aproximadamente 500.000€. Trata-se de um projeto de parceria, com uma empresa de referência no sector das Energias Renováveis, num sistema de contrato partilhado de responsabilidades e sinergias que representam incrementos positivos para ambas as partes. Todo o projeto é da responsabilidade da Selfenergy, no entanto, a Lipor assume funções de coordenação e monitorização do sistema implementado.

 

voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros