A importância do planeamento estratégico

Numa perspetiva macro, o Plano Estratégico é um documento diretor da estratégia definida, que espelha uma visão geral da tipologia de resíduos (fluxos de resíduos), de determinada área geográfica, em associação às diferentes opções de tratamento de resíduos e, consequente, destino final.

Os documentos contemplam uma estrutura que aborda:
  • A Política de Gestão de Resíduos (a nível nacional, regional, local e até europeu, caso seja pertinente, dependendo da área geográfica em estudo) e respetivas metas/ compromissos;
  • Overview da natureza dos resíduos e da capacidade para a gestão de resíduos (gestão de resíduos diretamente relacionada com a capacidade, a natureza da recolha e opções de tratamento);
  • As Tecnologias (identificação de áreas com potencial tecnológico para solucionar, reduzir ou eliminar determinados tipos de resíduos);
  • A Perspetiva económica e financeira do investimento (definição dos futuros investimentos para a gestão de resíduos).

OBJETIVOS
A grande vantagem da elaboração de um Plano Estratégico direcionado para a Gestão dos Resíduos é fundamentar, planear e descrever a intervenção de determinada Entidade/ Região, com responsabilidades na área da Gestão de Resíduos, num horizonte temporal pré-definido.
A elaboração de um Plano Estratégico desempenha um papel importante para o alcançar de uma gestão sustentável, pretendendo estabelecer uma linha de conduta estruturada para a valorização e tratamento de resíduos.
Mais especificamente, pretende estabelecer uma cumplicidade entre as políticas de resíduos e os objetivos e metas a alcançar, suportando-se em instrumentos e ferramentas apropriadas para implementar.

A PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS
A elaboração de um Plano Estratégico pressupõe 4 grandes fases:
Considerações Gerais & Background

Fase que consiste na definição do esboço da estrutura do Plano Estratégico, onde são definidas as fronteiras, o âmbito, os prazos e os planos de trabalho.
É nesta etapa que também se considera a informação crucial relativa à legislação (atual e perspetivas de futuro).
 

Situação Atual     

Refere-se à recolha de dados e demais informações que caracterizam a situação atual a nível da gestão de resíduos. Decorre uma análise da informação recolhida, da qual resulta a identificação dos principais problemas, a determinação das soluções possíveis para minimizar ou resolver esses mesmos problemas e uma reflexão sobre o futuro e a capacidade de resposta do Sistema aos principais desafios, sempre numa ótica de melhoria de desempenho.
 

Planeamento

Esta etapa é preparada considerando os princípios da legislação nacional, os elementos que constam da caracterização da Situação Atual e os pressupostos relevantes para a projeção do futuro.
É aqui fundamental determinar a forma como alcançar, implementar e avaliar os objetivos propostos.
 

Implementação

Consiste em pôr em prática o plano definido.
Contempla uma consulta pública para estimular o diálogo, a troca de ideias e contributos dos stakeholders e a entidade responsável pela elaboração do Plano Estratégico.
A versão definitiva do Plano Estratégico contempla os inputs resultantes da Consulta Pública.


A revisão do Plano Estratégico deve decorrer em períodos pré-definidos, cíclicos, e devidamente comunicados ou, sempre que existam elementos relevantes, de índole interna ou externa, que interfiram com a execução do Plano.

Os momentos de avaliação ou monitorização são fundamentais para verificação da aplicação prática do Plano, identificação de desvios e definição de medidas corretivas, caso seja pertinente.

A elaboração de um Plano Estratégico para a Gestão Sustentável dos Resíduos pressupõe uma melhoria ou otimização da performance a nível da Gestão de Resíduos. De destacar alguns benefícios como a sistematização da informação, a identificação das áreas de ação prioritárias, um melhor controlo tecnológico, a minimização de impactes ambientais, uma clara aposta na qualidade de serviço prestado e na eficiência das operações, um compromisso público e um envolvimento e participação das partes interessadas (processo consultivo).

Ganhos de reputação, imagem, credibilidade (transparência) são uma realidade quando a implementação, na prática, do Plano Estratégico é assumida na íntegra e com rigor pelos seus promotores.

É por isso que os Planos Estratégicos determinam o sucesso de uma Gestão Sustentável de Resíduos!
Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi