“Não separo porque não tenho ecoponto doméstico”

a a a

Separar os materiais não implica obrigatoriamente ter um "Ecoponto Doméstico”. Na realidade, os ecopontos domésticos são muitas vezes de grandes dimensões, demasiado volumosos para caber nas nossas pequenas cozinhas ou lavandarias. Deixamos aqui algumas sugestões bem práticas e igualmente eficazes!

Utilize dois caixotes para os seus resíduos domésticos: um para os resíduos indiferenciados (aqueles cuja reciclagem não é possível) e outro para as embalagens de plástico e metal.

As embalagens de vidro, pelo seu maior volume, podem ser armazenadas num outro local da casa, por exemplo numa varanda, despensa ou arrecadação. O papel e o cartão usados podem ser armazenados em qualquer divisão, numa caixa de cartão, por exemplo, dado não provocarem maus cheiros. Deve espalmar as embalagens de papel e cartão, a fim de reduzir o seu volume, permitindo aumentar a capacidade de armazenamento em casa e assim reduzir o número de deslocações ao Ecoponto. Sempre que possível, escorra todo o conteúdo das embalagens e espalme-as, de forma a ocuparem menos espaço. As embalagens de madeira devem também ser separadas, embora só possam ser depositadas nos ecocentros.

Se tiver crianças em casa ou simplesmente gostar de se dedicar aos trabalhos manuais poderá adaptar caixas de cartão, decorando-as – com pinturas ou colagens – com temas alusivos a cada tipo de material e fazer dessas caixas os "ecopontos domésticos”.

Desta forma até será mais agradável separar e estará a envolver e sensibilizar toda a família para a questão da separação e reciclagem. Quando as caixas estiverem cheias, poderá transportá-las até ao ecoponto mais próximo, colocar aí os respetivos materiais e começar tudo de novo!

Viu? É tão fácil participar na separação... Agora mãos à obra! A separação e a reciclagem estão à sua espera!
voltar
Locais de deposição
Encontre o local mais perto de si para depositar seus resíduos.
Ecopontos
Ecocentros