Há 6 dias

A aplicação das novas tecnologias à educação ambiental debatida em mais uma Ecotalk que decorreu no CineEco

O Festival Internacional de Cinema Ambiental da Serra da Estrela não é só cinema. Prova disso mesmo é o ciclo de Ecotalks que se realiza a par do Festival onde são debatidos temas relacionados com o cinema e o ambiente. A LIPOR dinamizou, no dia 13 de outubro, uma destas Ecotalks, abordando o tema das novas tecnologias e da educação ambiental.

Com efeito, as novas tecnologias cada vez mais ocupam um papel preponderante na educação dos mais novos e na forma como moldam a sua visão do mundo que os rodeia.

Esta questão tem também preocupado as organizações, nomeadamente aquelas que têm dedicado grande parte do seu trabalho à educação e sensibilização ambiental. Numa altura em que a Pandemia de COVID-19 alterou a nossa forma de trabalhar e de nos relacionarmos, nomeadamente nos contactos pessoais e na sensibilização direta. E sendo este contacto uma das ferramentas mais importantes na educação ambiental coloca-se a questão, e agora?

Este foi o mote para esta conversa com dois profissionais com uma grande experiência nesta temática, Emanuel Monteiro, gestor da unidade de educação ambiental da LIPOR e Filipa Fernandes, coordenadora de educação ambiental da empresa Águas do Porto e que trouxeram uma perspetiva apaixonada de quais poderão ser as alternativas e, porque não, as mais valias de uma nova abordagem.

Dos pontos abordados podemos tirar a nota positiva de que a imagem e o video, e muito também o cinema serão uma forma preferencial de chegar aos públicos mais jovens, permitindo utilizar os meios e mecanismos que eles já tratam por tu no dia-a-dia, as redes sociais, as plataformas de video e de streaming.

É também um ponto forte em todo este processo a adaptabilidade das pessoas envolvidas nos projetos de educação ambiental que permite trabalhar novas ferramentas e produzir novos conteúdos didáticos específicos para os novos meios de comunicação.

Esta foi uma conversa muito interessante, que mostrou que apesar de haver alguma preocupação em relação ao futuro, estão a abrir-se inúmeras novas possibilidades que permitem chegar aos nossos públicos-alvo de forma mais fácil e mais eficaz, alterando comportamentos e mentalidades, o objetivo último da educação ambiental!

Ainda pode visitar o CineEco até ao próximo sábado, dia 17. Veja aqui tudo o que se passa até lá.

Política de Cookies

Este site utiliza Cookies. Ao navegar, está a consentir o seu uso. Saiba mais

Compreendi